A+ A-
Destaques

Você esquece o que gasta?

Registrar todos os gastos é fundamental para uma boa gestão financeira. Mas, com a correria do dia a dia, muitas vezes, o empreendedor sai com dinheiro no bolso e acaba tendo outros gastos além dos planejados, como pagar uma conta, abastecer o carro, pagar um pedágio ou um cafezinho.

 

O grande problema é que alguns desses gastos não são lembrados, principalmente os gastos menores, que acabam passando batido. Só que essas pequenas despesas se acumulam durante o mês e, no final, acabam se tornando um montante mais expressivo.

 

Por não se lembrar onde gastou, quanto gastou e sequer com o que gastou, a prestação de contas também vira um verdadeiro pesadelo. Com isso, além de furar o caixa, você mascara os gastos que a empresa tem e não consegue enxergar a situação real do seu negócio.

 

Para saber como driblar esse problema, conheça dois passos importantes para começar a registrar tudo o que gasta:

 

Separe o dinheiro para os gastos

Muitos empreendedores pagam as contas da empresa com o dinheiro pessoal e depois repõem o que gastaram do caixa da empresa. E é aí que está o primeiro erro. Fazer essa mistura de dinheiro, normalmente, faz com que os registros fiquem todos atropelados.

Vai sair para pagar as contas da empresa? Esqueça seu dinheiro pessoal. Pegue do caixa da empresa o necessário para pagar as contas e registre esse valor. O ideal é que você nem leve seu dinheiro pessoal. Como está saindo a trabalho não terá gastos pessoais e ainda não corre risco de misturar o seu dinheiro com o da empresa.

 

Pague e anote

Agora que você só tem o dinheiro da empresa em mãos é hora de começar sua jornada de pagamentos. Tenha em mente que você precisa anotar tudo o que gasta. Cada mínima despesa deve ser anotada: quanto foi e para o quê. Se tiver comprovante, melhor!

Isso não quer dizer que você precisa registrar no seu sistema de gestão oficial na mesma hora que gastar. Não se preocupe em descrever os gastos detalhadamente. Só coloque uma descrição que você lembre como categorizá-lo depois.

O importante é ter um método que funcione para anotar cada gasto, identificando o que foi e qual o valor, para depois transferir para a planilha do financeiro. Se a conta não fechar é porque você esqueceu de anotar algum gasto.

 

Fonte: Asseinfo