A+ A-
Destaques

Como proteger seu futuro com a Previdência Privada

Desde que as pessoas passaram a viver por mais tempo, os planos de previdência privada ganharam espaço no planejamento financeiro das pessoas. Afinal, ter uma reserva é importante para aproveitar a aposentadoria da melhor forma possível. Para saber como fazer, veja algumas dicas importantes:

 

Tipos de planos

Existem dois tipos de planos de previdência privada. O PGBL, Plano Gerador de Benefício Livre, permite que as contribuições sejam abatidas do Imposto de Renda, desde que o valor não seja maior que 12% da renda bruta anual da pessoa. Já o VGBL, Vida Gerador de Benefício Livre, não permite abater no Imposto de Renda. Nos dois casos, há cobrança de imposto no momento do resgate ou recebimento de renda, sendo que no PGBL o imposto é cobrado sobre o valor total a ser resgatado e no VGBL apenas sobre o rendimento.

 

Quando iniciar um plano

Não há uma idade mínima ou máxima. Até uma criança pode ter um plano em seu nome, contratado por seus pais ou responsáveis. Quanto mais jovem, mais tempo para investir, o que faz com que as parcelas sejam menores para reunir o valor desejado. Quanto mais tarde iniciar seu plano, menor será seu tempo de contribuição, portanto, os depósitos vão ter de ser maiores para formar sua reserva.

 

Liberdade de escolha

Nos planos de previdência privada é você que determina qual o valor e a periodicidade da contribuição, que pode ser mensal, semestral ou até anual. Cada pessoa também pode escolher o período para receber o benefício. Você pode definir se quer receber um valor mensal por 10 ou 20 anos ou pela vida toda. Em caso de morte, o plano é transferido para seus herdeiros diretos. Mas, se no meio do caminho, você desistir do plano, é possível resgatar o valor investido até aquele momento.

 

Taxas cobradas

As empresas que administram planos de previdência privadas cobram três taxas diferentes dos seus segurados: a taxa de carregamento (toda vez que é feito um depósito), a taxa de gestão anual (anuidade) e a taxa de saída (cobrada uma única vez, no momento do resgate do valor).

 

A Superintendência de Seguros Privados (SUSEP) oferece informações detalhadas sobre os tipos de planos, bem como uma lista das instituições que vendem e administram planos de previdência privada. Consulte no site www.susep.gov.br.

 

Fonte: UniBrad