A+ A-
Destaques

Dicas para quem deve falar em público

Muitas pessoas odeiam fazer apresentações para uma plateia, seja um grupo pequeno ou um auditório cheio. No entanto, falar em público faz parte do trabalho de muitos profissionais e quem não domina essa habilidade pode ter dificuldade de ter suas ideias ouvidas ou mesmo avançar na carreira.

 

Para facilitar sua apresentação em público, confira as dicas a seguir:

 

1. Se prepare
A parte mais importante de uma apresentação bem-sucedida acontece antes mesmo de você começar a falar. Treine sua fala e faça anotações, se preciso até grave seu discurso, para rever os pontos. Estude. Também verifique todos os materiais que vai precisar para apoiar sua fala, como anotações, dados, power point, etc. e faça um backup em caso de problemas técnicos. Depois de começar a falar, você será grato por ter treinado antes e praticado sua apresentação.

 

2. Domine o espaço
A comunicação física apropriada pode ter um impacto profundo em como sua mensagem é recebida e interpretada. Se conscientize de sua linguagem corporal: enfrente seu público e fique de pé com os pés afastados, faça contato visual, mas não por muito tempo! Você não quer parecer assustador. Não permaneça rígido, escondido atrás de um púlpito. Movimente-se livremente, com equilíbrio. Não cruze os braços e não coloque as mãos nos bolsos. Mantenha as mãos livres para uma gesticulação expressiva.

 

3. Regule seu tom de voz
O tom da sua voz e como você fala terá um impacto significativo na forma como a sua apresentação é recebida. Para falar com clareza e confiança, projete bem sua voz, tente variar o ritmo e o tom para manter as coisas interessantes (vozes monótonas são chatas e difíceis de ouvir), pronuncie bem as palavras (pratique) e faça pausas para ajudar o público a absorver as informações que acabaram de ouvir, além de permitir um momento para você reunir seus pensamentos.

 

4. Conheça seu público
Certifique-se de que o conteúdo, idioma, tom de voz e linguagem corporal sejam apropriados para o público que vai ouvi-lo. Entenda por que o público foi lá para assistir você. Seja claro sobre seu objetivo e sobre o que as pessoas vão obter ao participar. Além disso, estabeleça sua credibilidade. Diga ao seu público por que deveria ouvi-lo, mostre sua experiência, especialidade, etc.

 

5. Domine seu medo
Em primeiro lugar, quanto mais preparado você estiver, melhor e menos nervoso vai ficar e mais vai ser capaz de lidar com qualquer imprevisto. Tenha água ao alcance caso sinta a boca seca. Se alimente bem antes da palestra, um nível baixo de açúcar pode afetar seus níveis de concentração. E lembre-se: as pessoas estão muito mais interessadas ??no que você tem a dizer. Seu discurso é um serviço para quem participa, portanto se concentre menos em você e mais no conteúdo.

 

6. Jogue fora suas anotações
Embora você deva escrever notas sobre todos os pontos que deseja destacar, não as use durante a apresentação. O uso de notas tem dois efeitos nocivos importantes em sua palestra: fazem parecer que você não é um especialista no assunto, reduzindo sua credibilidade, e acabam servindo de apoio para esconder seu nervosismo, mas impedem você de se envolver com seu público. Se você não estiver interagindo com seu público, ele também não vai ouvir com atenção.

 

7. Tente se divertir (ou algo parecido com isso!)
Se você parecer entediado, o público vai pensar que você está entediado. Se esse for o caso, quem vai se interessar? Quando você se apresentar, tenha um sorriso no rosto, faça com que pareça feliz e agradecido por estar lá (mesmo se preferir ficar na cama assistindo à Netflix). Se estiver confiante, adicione um pouco de humor (contanto que seja apropriado). Isso ajuda as pessoas a relaxar e quebrar o gelo, diminuindo tensões ou hostilidades.

 

8. Aprenda da experiência — com seus erros e sucessos
Toda vez que você fizer uma apresentação, dedique algum tempo para refletir sobre o que funcionou e o que falhou. Se tudo correu bem, considere o que o fez ir tão bem. Se der errado, analise onde e como deu errado, para que da próxima vez possa mudar sua estratégia e garantir que o mesmo não ocorra novamente.

 

Fonte: Scientifica