A+ A-
Destaques

Benefícios das máquinas que aprendem

Entre as maiores inovações da atualidade estão as máquinas que aprendem. Hoje, computadores/robôs estão sendo ensinados a aprender, identificando padrões e tendências e até fazendo previsões de uma maneira que os seres humanos seriam incapazes de fazer sozinhos.

 

A aprendizagem das máquinas permite que os dados sejam constituídos de uma história, em vez de apenas um monte de símbolos e números. No entanto, é importante entender como a ampliação da aprendizagem das máquinas pode afetar os seres humanos.

 

Segundo Anthony Tattersall, vice-presidente da Cornerstone OnDemand, a aprendizagem das máquinas tem o potencial de ler o comportamento humano e transformar a forma de gerenciar as pessoas em grandes empresas, por exemplo.

 

Em sua visão, a aprendizagem das máquinas pode melhorar a capacidade técnica para lidar com seres humanos complexos, ajudando as organizações a se transformar (de um jeito mais significativo e impactante) em vez de apenas evoluir (de forma mais gradual por um período prolongado), respondendo melhor às exigências dos colaboradores e do ambiente de trabalho moderno em contínua mudança.

 

Particularmente, ele acredita que as máquinas que aprendem podem ser úteis no desenvolvimento de profissionais — algo vital para o sucesso dos negócios. “Diante do progresso digital veloz, todos os colaboradores precisam aprender continuamente novas habilidades e conhecimentos para acompanhar o ritmo das mudanças”, aponta.

 

Para Tattersall, a aprendizagem das máquinas é um recurso que precisa ser bem aproveitado na educação corporativa. “Trata-se de uma poderosa alavanca de retenção de talentos, pois a falta de desenvolvimento pessoal é uma das principais razões pelas quais as pessoas deixam as organizações”, avalia.

 

Fonte: Inside Learning Technologies