A+ A-
Destaques

Aprendizagem personalizada em alta

Agora que o mundo vem rapidamente se tornando digital, uma revolução na educação está em pleno andamento. Graças às novas tecnologias, a esfera educacional vem sendo impactada de tal forma que aprendizes não estão mais restritos a ambientes de aprendizagem tradicionais, hierárquicos. Pelo contrário, as pessoas cada vez mais têm buscado uma aprendizagem individualizada e adaptável, que possa ser acessada em qualquer lugar e a qualquer momento.

 

De fato, a recente expansão da aprendizagem orientada para o aprendiz, permitindo que as pessoas aprendam de forma independente sempre que e onde escolherem, sem necessidade do contato presencial de um instrutor, muda totalmente a forma como a aprendizagem e o ensino são experimentados, moldando um futuro sem precedentes na educação.

 

E essa mudança na experiência de aprendizagem não poderia ter chegado em melhor momento. Como resultado da combinação de tecnologias móveis e multifacetadas, ambientes virtuais, dados analíticos e novas gerações cada vez mais compostas de “nativos digitais”, que veem a tecnologia como algo natural na vida diária, a aprendizagem tende a ser ainda mais individualizada, personalizada e acessível.

 

A tendência é que as iniciativas de desenvolvimento adotem cada vez mais esse tipo de aprendizagem autodirigida, autônoma e independente para o ensino geral e em todos os níveis de aprendizagem nas mais diversas profissões.

 

E um excelente ponto de partida para permitir que o processo de aprender seja ainda mais personalizado, individualizado e universalmente acessível, de acordo com Kath Fleet, da consultoria Epic Learning Group, é adotando os cinco princípios da aprendizagem efetiva, que acontece quando as pessoas conseguem:

 

• Solucionar problemas do mundo real

• Ativar seu conhecimento prévio — fator decisivo para a aquisição de novos aprendizados

• Reunir novos conhecimentos pela demonstração e exemplos práticos

• Experimentar novos aprendizados pela prática

• Integrar a aprendizagem às suas próprias experiências

 

Fonte: Epic Learning Group/ Global Governance Centre for Sustainable Globalisation (Glogo)