A+ A-
Destaques

Eliminando maus hábitos financeiros

Se você está lutando com suas finanças, dê uma olhada nesta lista de Paula Pant, especialista em independência financeira, para se certificar de que não está se prejudicando com um destes maus hábitos relacionados a dinheiro:

 

Compras por impulso

Compras por impulso têm a ver com emoção. Você vê uma liquidação que não quer perder ou um item que deseja ter imediatamente. Então, compra sem pensar se de fato precisa ou se pode pagar. Para reduzir gastos com impulsos, espere certo período (pode ser um dia ou 30) antes de realizar a compra. Isso vai dar a você tempo para pensar sobre sua decisão, e é provável que perceba que nem precisa daquilo, afinal.

 

Não controlar o orçamento

Você nunca vai ter saúde financeira se não tiver um orçamento definido e souber como cumpri-lo. Um orçamento permite que você veja quanto dinheiro tem e para onde ele está indo. Permite que faça alterações que ajudem você a economizar e evitar entrar no vermelho a cada mês. O orçamento não precisa ser uma grande tarefa. Só é preciso registrar seus gastos para garantir que esteja no caminho certo, fazendo ajustes quando necessário.

 

Confiar em cartões de crédito

A menos que você possa pagar o saldo integralmente todo mês, o uso de cartões de crédito é algo perigoso para o equilíbrio das suas finanças. Especialmente se estiver usando-os para viver acima dos seus meios.

 

Amor pela conveniência

De vez em quando, uma compra de conveniência pode ser um prazer, ou uma exceção necessária se estiver com pressa. Mas fazer compras de conveniência regularmente pode custar caro. Tente evitar comprar fast-food todos os dias — aprenda a fazer algumas refeições caseiras. Pare de comprar café caro a caminho do trabalho todas as manhãs — tente se levantar 10 minutos antes para preparar uma xícara em casa. Um pequeno trabalho extra pode acabar sendo uma boa economia para seu bolso.

 

Vícios pessoais

Sim, isso inclui os “vícios” tradicionais, como beber, fumar e jogar. Mas também inclui vícios menos óbvios, como comer demais ou ser maníaco por compras. Qualquer coisa que leve você a gastar muito dinheiro que sabe que não deveria gastar.

 

Fonte: The Balance