A+ A-
Destaques

Como mudar comportamento pelo hábito

A tecnologia acelerou o ritmo das mudanças. No mundo dos negócios, mudar tornou-se um imperativo. Mas para que grandes organizações mudem, elas precisam que suas equipes adotem novas perspectivas e novas formas de trabalhar.

 

O ponto é que mudar uma cultura pode parecer o trabalho mais difícil de um líder. Se já é difícil para cada um se comportar de maneira diferente, como mudar o comportamento de centenas de pessoas?

 

Patrick Kayton, CEO da Cognician, ressalta que isso não é tão simples quanto distribuir novas atribuições de trabalho. “Para que as pessoas realmente mudem, seu comportamento deve ser influenciado por ideias poderosas e emoções verdadeiras. E isso requer duas coisas: apoio e oportunidade para aplicar novos aprendizados e espaço e tempo para refletir”, diz.

 

De fato, segundo os resultados do estudo “How to Build and Change Habits in the Workplace”, conduzido pela consultoria Towards Maturity, os dois principais atributos necessários para mudar o comportamento e produzir hábitos no local de trabalho são:


1. Aplicação: Novos comportamentos só podem ser incorporados pela aplicação e prática constante.


2. Reflexão: Reflexão incorporada à estratégia de aprendizagem estimula novos comportamentos e a assimilação do conhecimento.

 

Para Molly Blackwell e Laura Overton, pesquisadoras do estudo, a capacidade de mudar o comportamento pela criação de hábitos é crucial para se tornar uma organização de alta performance, particularmente quando as pessoas são capazes de aprender e desaprender o conhecimento de forma eficiente. “Hábitos — ou seja, ações rotineiras que incorporam novos comportamentos ao negócio — são construídos ao longo do tempo por meio de um ciclo de aprendizagem, aplicação e reflexão”, explicam.

 

Para as pesquisadoras, a capacidade de criar rapidamente novos hábitos e mudar o comportamento de maneira contínua significa que uma organização é suficientemente flexível para se adaptar à mudança. “Ao criar um hábito, ou melhor, uma ação reflexiva dentro dos indivíduos, líderes conseguem melhorar a eficiência e a eficácia da aprendizagem como um todo dentro da organização”, ensinam Blackwell e Overton.

 

Fonte: Neuroleadership Journal/Towards Maturity