Home >

Artigos e Notícias >

Educação Financeira

Por: The Balance/Mobills , em 01/09/2020

Objetivos financeiros

Entenda como criar objetivos claros e específicos.

Por: The Balance/Mobills , em 01/09/2020

Um passo importante para fazer sua gestão financeira é estabelecer objetivos claros. Para começar a organizar suas finanças, confira as dicas da especialista Miriam Caldwell, da The Balance:

 Reserve algum tempo para escrever detalhadamente objetivos financeiros específicos e de longo prazo. Pode ser uma viagem de um mês para a Europa, comprar uma propriedade como investimento ou se aposentar mais cedo.

 O tipo de objetivo que você estabelecer vai afetar a maneira como você planeja suas finanças. Por exemplo, seu objetivo de se aposentar mais cedo depende de quão bem você economiza seu dinheiro agora. Na verdade, qualquer objetivo, incluindo comprar uma casa, constituir família, mudar-se ou mudar de carreira, vai ser afetado pela maneira como você faz a gestão das suas finanças.

 Depois de anotar seus objetivos financeiros, tente priorizá-los. Isso garante que você esteja prestando mais atenção àqueles que têm mais importância para você. Você também pode listá-los na ordem em que deseja alcançá-los.

 Abaixo estão algumas dicas sobre como estabelecer seus objetivos financeiros:

 • Defina suas prioridades: isso é fundamental para determinar quais vão ser suas metas e objetivos financeiros. Ambos devem estar alinhados aos seus desejos pessoais e ao momento financeiro que você está vivendo. Seus objetivos financeiros podem ser pagar dívidas atrasadas, começar a poupar para a aposentadoria, adquirir um bem de alto valor (apartamento, carro etc.) ou investir em ações. Esses objetivos devem ficar separados dos de curto prazo. Uma meta aceitável é completar sua reserva de emergência em 2 anos, por exemplo. É importante que suas prioridades de vida sejam claras e bem definidas.

 • Defina objetivos alcançáveis: seus objetivos financeiros precisam ser atingíveis, de acordo com seu padrão de vida. Por exemplo, suponha que você deseja comprar uma casa, ganha 3 mil reais mensais e gasta 1500 reais. Nessa situação, você não pode estipular como meta guardar 2 mil reais por mês para em 2 anos dar entrada no imóvel, pois nunca vai conseguir atingir esse objetivo, e isso pode ser frustrante. Neste caso, opte por começar juntando 700 reais, um valor mais razoável. E vá, aos poucos, tentando adaptar suas despesas e gerando renda extra para conseguir juntar mais dinheiro.

 • Defina bem suas metas: lembre-se, boas metas são específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazo de vencimento. Elas se diferenciam com base no tempo e importância:

 Metas de Curto Prazo — Estas devem ser metas que precisam acontecer dentro de 1 ano. Em geral, são os objetivos mais urgentes, como se livrar de alguma dívida em 6 meses, poupar 10% do seu salário ou começar a investir em 1 mês.

 Metas de Médio Prazo — Mantenha estas metas dentro de um período de até 5 anos. Exemplos: comprar uma casa em 4 anos, acabar totalmente com as dívidas em 2 anos ou conseguir poupar 50% de sua renda daqui a 5 anos.

 Metas de Longo Prazo — Isso inclui todas as metas que levam mais de 5 anos. Construir um fundo de educação para seus filhos em 12 anos ou alcançar a liberdade financeira em 15 anos.